Adam's Apple | October 22, 2017

Scroll to top

Topo

Sem Comentários

ID – lronic Design

ID – lronic Design
Cristiano Rodrigo
  • 8 de outubro de 2013
  • Ideologia:
  • Criacionista Terra Antiga
  • País:
  • Brasil

A ironia é, claramente, uma manifestação de inteligência. Pessoas inteligentes fazem uso desse artifício, muitas vezes, como forma sagaz de humor.

Embora encarar as narrativas bíblicas como descrições literais seja estar a um passo da irracionalidade (ou de um circo), é fato consumado que o Deus bíblico seja um Design, antes de tudo bem-humorado.

Quando algum ateu me chama de ‘irmão de tijolos’ (referencia a narrativa bíblica da criação do homem por Deus através do barro), eu respondo com um breve e lacônico: “Sim. Nós SOMOS…” Lamento que nunca entendam bem essa resposta. E lamento também não ter muita paciência para explica-la, mas vamos a uma breve ‘historinha’.

A ciência busca a resposta para “como a vida se originou?”. A melhor delas, ao menos por enquanto, é “não sabemos”. Porem, somos persistentes. Vamos a resposta CIENTIFICA, que se não é a melhor, certamente é a mais conhecida a respeito disso

Voltemos à atmosfera da Terra primitiva. 4,5 bilhões de anos e todo que temos é uma atmosfera formada por metano, amônia, vapor d’água e, claro, hidrogênio. Acrescente descargas elétricas (habituais naquele ambiente devido à incidência continua de tempestades) a combinação desses elementos em uma engenhoca selada e vc terá algo muito próximo ao que o cientista Stanley Miller, e seu professor Urey, conseguiram em meados do século passado: Moléculas orgânicas complexas a partir de moléculas inorgânicas, no caso aminoácidos!

Um? Dois? Não! Foram dezenas! Como glicina, alanina, aspargina, acido glutâmico…

É sabido que aminoácidos agrupados em cadeia formam proteínas. E proteínas são as moléculas macro mais importantes para as células, que é a menor porção de matéria VIVA! Sem falar na relação indissociável entre proteínas/DNA/RNA. Eis um pequeno grande passo para desvendar o mistério do surgimento da vida através de uma reposta, em tese, bem mais racional e sensata do que um simples “conto” bíblico.

Porem, aminoácidos dispersos não se unem “espontaneamente”. Na realidade, proteínas se desintegram em aminoácidos, mas o inverso não ocorre. Pelo menos não se manipulação for laboratorial.

Isso foi um problema para os amantes dessa hipótese durante um tempo. Foi, pois, através de estudos posteriores, geólogos descobriram que uma substancia chamada Montimonrillonita é dotada de altíssima capacidade de associar e organizar moléculas. E o “melhor”. Essa substancia existia em abundancia na Terra primitiva.

Qualquer cientificista obcecado (perdão pela redundância) encontra todos os motivos para abraçar essa hipótese como a explicação, senão completa, pelo menos bem fundamentada para o surgimento da vida. A “prova” de que por si só, a montimorillonita seria capaz de associar os supostos aminoácidos existentes na Terra primitiva e “converte-los” em proteínas, elemento intimamente relacionado à formação da vida.

Todo seu reino por essa bendita substancia: MONTIMONRILLONITA e sua “facilitação” ao surgimento da vida, embora haja muitas e muitas ressalvas a serem feitas, essa foi até aqui, a melhor tese materlialista-cientifica para a origem da vida.

Mas resta uma pergunta: O QUE É MONTIMONRILLONITA?

 

Essa substancia que, supostamente, teria “abrigado” e facilitado o surgimento das primeiras formas de vida? Montimonrilonita, nada mais é do que tecnicamente silicato de alumínio, ou simplesmente um tipo de ARGILA… O dicionário que esta na sua estante verte “argila” como sinônimo de “BARRO”. Embora claro, saibamos que tecnicamente são substancias com diferenças pontuais.

A Bíblia, 2 mil atrás de forma “simplificada” e alegórica narrou: e Deus fez o homem do barro. O estudo cientifico atual munido de toda forma de informação e analise especula: <<e da argila surgiram às primeiras formas de vida>>.

Aos amigos cientificistas eu peço calma. Afinal só estão há <<um pouco mais>> de 2 mil anos atrasados. Ironia de um Design mais do que inteligente…

 

Fonte:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15570708

http://es.wikipedia.org/wiki/Montmorillonita

Enviar Comentário