Adam's Apple | October 22, 2017

Scroll to top

Topo

2 Comentários

Marte, marketing, evolucionismo e manipulação social (I)

Marte, marketing, evolucionismo e manipulação social (I)
Apolos de Montevideo

 

http://www.bbc.co.uk/mundo/noticias/2013/08/130829_ciencia_vida_origen_marte_np.shtml

 

Dizem, que têm existido melhores condições em Marte do que na Terra para a vida. Então deslocar a nossa origem a Marte parece que fora para as pessoas lê-lo.

 

Isso se chama marketing?

 

Não, amigo.

 

Marketing é para gerar o desejo de aquisição ao público.

 

Ainda que essa noticia faça parte de um programa de marketing global ……… isso de fato é a imposição de uma doutrina, como verdade oficial, que não pode ser contestada, por causa de muitos artigos periféricos em torno do núcleo do dogma, a matriz da opinião a serviço dos poderes. Isso se chama: FASCISMO.

 

Note-se que a evolução nunca é realmente explicada em profundidade, apenas imposta.

 

Fala-se dela repetidamente, nos desenhos animados, especulações, ou notícias curiosas. Como si fosse um processo natural, como o vento soprando …

 

A discussão é gerada sobre se a vida que evoluiu na Terra veio ou não de Marte. E então, ambos os lados do debate assumem o dogma, como base para uma discussão irrelevante do dogma.

 

Goebbels gostava de semear a controvérsia, por exemplo, sobre qual das raças arianas tinha maior pureza: se a germânica ou nórdica.  Para discutir isso, as pessoas deviam tomar como fato a existência de uma raça ariana. E, no final da discussão, nem lembravam que, no início, foi introduzido neles um conceito parasita, no nível de FATO, no cérebro.

 

O evolucionismo e suas matrizes de opinião apelam para esses métodos. BBC por exemplo (veja o artigo sobre se a vida surgiu e evoluiu em Marte ou na Terra), que investe milhões em PROPAGAR o evolucionismo no Reino Unido, onde 51% da população ainda o rejeita como ilógico, segundo o jornal THE GUARDIAN.

 

Discovery também. “Você acha que é possível a evolução produzir sirenes?”. E as pessoas debatem: SIM, NÃO ……. com a EVOLUÇAO assumida por costume.

 

Na antiguidade jogavam a bruxa na água ….. se ela sobrevivia era bruxa e era morta na fogueira. Porem se ela morresse afogada era inocente, e morreu. Ponto final (o problema social tinha sumido). Com tudo, a existência de bruxas era inquestionável.

 

Assim era o PRIMEIRO OBSCURANTISMO.

 

Este SEGUNDO OBSCURANTISMO que vivemos, usa uma lógica semelhante.

 

No entanto, a metade da educada população britânica recusa engolir o sapo …. para raiva de Dawkins, quem pessoalmente doou milhões para ONGs cujo único propósito é IMPOR O EVOLUCIONISMO.

 

Dawkins continua publicando seus livros, não de ciência, mas de PROSÉLITISMO. É o moderno Torquemada, e a BBC é o Santo Ofício que publica editais “oficiais” fora dos quais “não há salvação”. A BBC envia os hereges na fogueira (desprestigiando e ridicularizando), e publica essas besteiras para que a massa discuta sem se sair do dogma oficial.

 

Se a evolução não é uma imposição, os sistemas de ensino, para começar, ENSINARIAM PASSO A PASSO A EVOLUÇÃO, e não como um fato mas como uma teoria, e o estudante poderia aceitá-la, por ele mesmo. O conhecimento é como as frutas: cai quando esta maduro nas mãos de quem o absorve, porem não se arranca quando ainda esta verde.

 

Será que ninguém percebe que, nos sistemas educacionais realmente NÃO EXPLICAM a evolução, só forçam a aceitá-la?

 

A <<teoria da evolução>>, é enganosamente chamada <<teoria>>, mas é considerada um fato indiscutível. Na verdade, SEMPRE FOI CONSIDERADA UM FATO, desde o momento que apareceu, independentemente das provas.

 

Desde o inicio a falta de evidencias, não foi impedimento para que fosse considerada um fato.

 

Em consequência, outras teorias são explicadas, a evolução …… não se acha necessário

 

Em vez disso, aceitá-la na escola ou na faculdade É OBRIGATÓRIO. Ou você não vai obter o título ….

 

Mas não se enganem: a evolução é apoiada não só pelos sistemas de ensino, mas por meio de publicidade sutil (MARKETING) escondida em cada aspecto da vida na sociedade ocidental, desde a infância. O mesmo que fez o seu antecessor, a IGREJA CATÓLICA.

 

A primeira parte do filme “X-Men” começa com uma explicação sobre a teoria do equilíbrio pontuado. Na verdade, o universo X-Men é inspirado pela citada teoria: Os chamados “mutantes” (portadores do GEN X) desenvolveram novas habilidades em uma “explosão cambriana moderna”, após o qual tudo voltará a se acalmar.

 

Então, se falamos de lavagem cerebral em desenhos animados e personagens fictícios, honestamente, para uma criança que ingressa na escola depois de ver na TV que é “possível” que uma mutação pode dar a uma pessoa o poder de se teletransportar, escutar que uma mutação faz crescer asas e barbatanas vai parece-le mais que natural.

………………………………………………….

 

Um acérrimo defensor do evolucionismo me disse um dia, de forma depreciativa, que a minha cabeça é feita um purê. Sou eu cabeça de purê? Sim, a minha mente é mesmo um purê: ela é flexível e tem ingredientes de várias fontes.

 

Outras cabeças, não são de purê, mas diretamente de BATATA: a cabeça enterrada no chão, duro e áspero, crescendo na escuridão, alimentada pela água que os cria a todos juntos … deveriam se livrar da casca, das sombras, absorver outras substâncias para se tornar PURÉ.

 

Ser purê custa esforço, ser batata não: afundadas, cheias de terra e alheias a luz.

 

Curiosamente, sendo que as batatas têm o mesmo número de cromossomas que os seres humanos, concluímos que temos parentesco com batatas.

 

E como a mandrágora é um tubérculo antropomórfico, certamente os seres humanos descendem de vegetais. E, como alguns besouros têm um chifre no topo de sua cabeça, devem de ser os ancestrais dos rinocerontes.

 

Essa é a lógica dos “e-burri-cionistas”.

 

 

Comentários

  1. Fernando Cardoso

    Me desculpe, mas na minha opinião você está totalmente equivocado. Seria bom você ler a reportagem da BBC novamente e constatará que não entendeu a reportagem, vou te explicar o porque.

    A reportagem fala sobre a origem da vida no planeta Terra, não fala sobre evolução da vida na Terra. Cita que estudos indicam a possibilidade da vida terrestre ter chegado aqui a partir de outros planetas, talvez Marte, de qualquer forma seriam espécies microscópicas que chegariam em meteoros, não seriam Homo Sapiens já evoluídos.

    Existem milhares de estudos que indicam com um percentual de quase 100% que o processo evolutivo ocorreu em diversas espécies, nada em ciências é 100% exato, pois o conhecimento adquirido sempre é refinado, e é baseado em experimentos e evidências, não com provas concretas, o que pode se pensar ser 100% entendido em relação a ciências pode-se descobrir que estava 100% entendido em um contexto, mas em um contexto maior não está.

    Então resumindo, a reportagem não fala sobre processo evolutivo, fala sobre a origem da vida, a origem da vida ainda não está explicada, existem estudos que explicam muita coisa em relação a origem da vida, mas nenhum estudo conseguiu explicar 100%, a evolução das espécies já foi muito estudado a séculos, e existem milhares de estudos e evidências que dão um percentual de certeza de quase 100%. Não faz sentido argumentar contra a evolução com base nessa matéria da BBC.

    • Caro Fernando, penso que o modo de encarar a evolução em geral, não isolando a evolução biológica à parte, mas a evolução cosmológica e química também, se deve ao fato da apresentação de processos contingentes como explicação para todas as coisas e mesmo tem a origem da vida é apresentada muitas vezes como evento da evolução biológica em papers revisados recentes:

      ” The abrupt appearance of most modern animal body plans (often ranked as phyla and classes) over half a billion years ago is one of the most important evolutionary events after the origin of life [1–5].”

      Rates of Phenotypic and Genomic Evolution during the Cambrian Explosion
      Michael S.Y. Lee, Julien Soubrier, Gregory D. Edgecombe
      Current Biology – 7 October 2013 (Vol. 23, Issue 19, pp. 1889-1895)

      Ou seja, os criacionistas estão apenas repetindo o que foi explanado em suas respostas com olhar crítico.

      Abraço
      Júnior D. Eskelsen,

Enviar Comentário